Postado por Conexia Educação | 31/ago/2018 | Categorias: Institucional | Tags: fórum de mantenedores, mercado educacional

Conexia promove fórum de mantenedores com estratégias de sucesso para o mercado educacional

A Conexia, empresa do grupo SEB (Sistema Educacional Brasileiro), promoveu nos dias 21 e 22 de agosto o Fórum de Mantenedores que abordou questões sobre a educação brasileira, estratégias, desafios e oportunidades do setor.

Reunindo mais de 150 gestores de escolas e professores de todo o país, no Rio de Janeiro, o encontro trouxe discussões sobre três principais pilares: inovação, bilinguismo e Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que segundo Sandro Bonás, diretor da Conexia, são temas com grande relevância no setor. “Fazer a transformação digital das escolas é o objetivo da Conexia. Com as mudanças constantes e a chegada das novas tecnologias enxergamos que o futuro é a integração total de plataformas, entre alunos, professores, pais e escolas. Tudo isso com colaboração e coletividade”, explica o diretor.

Sandro Bonás ainda destacou, durante a abertura do evento, a realidade em que a educação se encontra, os desafios geracionais das escolas – uma vez que como o comportamento das pessoas mudou, consequentemente, as práticas pedagógicas também devem ser atualizadas – e como obter sucesso e ser líder na educação com diversos players chegando com novos investimentos.

DEBATES RELEVANTES

Um dos cases de sucesso apresentados foi o da Rede AZ, a escola que mais aprova no Rio de Janeiro. Três dos quatros fundadores do colégio, Bruno Rabin, Carlos Ferrão e Felipe Sundin, apresentaram os diferenciais do ensino e as soluções completas para uma alta performance acadêmica. “A AZ aposta na educação personalizada, respeitando a individualidade de cada aluno. Juntar-se ao SEB significou potencializar a nossa qualidade, além de entrar no ramo da educação fundamental. É muito interessante ver que a marca AZ está indo para outros locais do país”, esclarece Felipe Sundin, Diretor da AZ.

Maria Helena Guimarães, Ex-Secretária Executiva do MEC, foi uma das palestrantes e trouxe aos participantes, informações sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada em dezembro de 2017, os desafios e as oportunidades para a educação básica. “O currículo precisa ser o instrumento de gestão na escola para melhorar a qualidade e incentivar a curiosidade dos alunos para o aprendizado”, comenta.

Ainda segundo a socióloga, mais de 50% das crianças brasileiras não estão alfabetizadas no 3º ano do Ensino Fundamental; e de 100 que iniciam o Fundamental, apenas 59 se formam no Médio. “Houve uma expansão na educação brasileira, porém sem qualidade. E isso é grave. O Brasil sofre hoje uma séria crise de valores e é somente a educação que pode mudar isso”, afirma.

ENSINO BILÍNGUE

O bilinguismo foi outro tema abordado pela Conexia, que possui um programa bilíngue presente em várias escolas, o High Five Bilingual School. Segundo o Report for the British Council by Data Popular Institute 2014, apenas um em cada dez brasileiros entre 18 e 24 anos dominam o inglês. O Brasil ocupa o 41º lugar no ranking mundial de proficiência, sendo considerado de nível baixo.

Luciano Galdino, Diretor de Soluções Educacionais da Conexia, ressaltou que atualmente os pais acabam investindo em cursos extracurriculares de inglês que chegam a custar até 35% do valor da mensalidade escolar. “O High Five é mais que uma metodologia, é uma vivência bilíngue. O aluno não aprende o inglês, e sim, aprende em inglês. A segunda língua é utilizada como meio para o aprendizado de outros conteúdos”.

O Pueri Domus, uma das marcas do Grupo SEB com mais de 50 anos de atuação, é o primeiro sistema bilíngue do país, com a integração do mesmo conteúdo em português e em inglês. “Não podemos mais formar alunos que não são bilíngues. Estamos trabalhando para um futuro próximo e antecipando uma tendência para o mercado. Daqui alguns anos, todas as escolas particulares terão um ensino próprio bilíngue”, explica Érika Lino, Diretora do Pueri Domus.

Gil Giardelli, um dos cinco professores mais inovadores do Brasil e eleito o 11º professor de MBA global mais influente, encerrou o evento com a palestra “Economia da Inteligência Artificial e o Futuro da Educação”, destacando a transformação digital de empresas e o comportamento de novos consumidores e quais os caminhos a seguir.

Criada para pensar na educação do futuro com suas plataformas inovadoras, a Conexia fornece para instituições de Educação Básica inúmeras soluções educacionais, que vão desde o uso da inteligência artificial até as mais modernas ferramentas para auxiliar professores e diretores no ensino e gestão das escolas. “Nós, da Conexia, trabalhamos diariamente para estar à frente da tecnologia e oferecer uma excelente experiência de aprendizagem, conectados em uma só rede”, conclui o diretor Sandro Bonás.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *