Postado por Conexia Educação | 06/fev/2020 | Categorias: Institucional

5 mitos e verdades sobre a Educação Bilíngue

O mundo globalizado atual exige o desenvolvimento de habilidades sociais, comunicativas e culturais aos alunos do século 21. Nesse contexto, o foco das escolas deve ser a formação integral dos estudantes, o que inclui a aquisição de uma segunda língua de forma natural – com exposição diária ao idioma -, e integrada às outras áreas do conhecimento trabalhadas em sala de aula.

Muitos pais, no entanto, ainda possuem uma série de dúvidas que dificultam a decisão por uma escola com formação bilíngue no Brasil. Especialistas do High Five Bilingual School separaram cinco mitos e verdades para auxiliar a sua instituição a esclarecer as dúvidas dos responsáveis sobre o assunto. Confira:

 1 – O aprendizado em dois idiomas, para crianças, atrapalha o desenvolvimento da língua materna?

MITO. A infância é a fase do desenvolvimento em que o cérebro está mais flexível para assimilar novos conhecimentos, sendo o momento propício para o aprendizado de uma segunda língua paralelamente ao desenvolvimento do idioma nativo.

Portanto, a exposição a dois idiomas logo na infância, além de não atrapalhar o processo de alfabetização e letramento da língua nativa, auxilia o desenvolvimento de associações linguísticas no decorrer do processo de desenvolvimento da leitura e escrita.

2 – A educação bilíngue auxilia o desenvolvimento de funções cognitivas e habilidades sociais?

VERDADE. Pesquisas indicam que estudantes bilíngues apresentam desempenho superior nas tarefas que exigem maior demanda de suas funções cognitivas*, bem como maior e mais precoce consciência metalinguística**, pois são expostos a dois estímulos linguísticos diferentes, sendo necessária a compreensão dos usos e funções em cada um deles. Paralelamente, a aquisição de um segundo idioma favorece o desenvolvimento de habilidades sociais como a expansão do conhecimento cultural, comunicação com pessoas de outras nacionalidades e mais ampla visão de mundo

* Funções cognitivas são divididas em: memória, atenção, linguagem, percepção e funções executivas

** Metalinguagem é o ato de descrever ou falar sobre outra linguagem; ou seja, quando a criança tem consciência dos dois idiomas e pode falar sobre suas semelhanças e diferenças.

3 – Escola Bilíngue é diferente de Programa Bilíngue e Escola Internacional?

VERDADE. Escola Bilíngue – apesar de não existir regulamentação federal para defini-la -, é considerada aquela com parte do currículo lecionado em inglês. Com o intuito de intensificar a vivência bilíngue, todo o corpo docente da escola deve ser capaz de interagir com os alunos nesses dois idiomas – em áreas de convivência da instituição, por exemplo.

Já no Programa Bilíngue, o inglês é utilizado como forma de ampliação do conhecimento. Nesse caso, o próprio professor de inglês é quem recorre a diferentes recursos e abordagens pedagógicas para promover um desenvolvimento mais natural da língua.

Por fim, as Escolas Internacionais, no Brasil, são instituições que seguem o currículo de um país estrangeiro, incluindo as disciplinas, conteúdos e grades desenvolvidos na matriz escolar deste país, bem como as diretrizes educacionais brasileiras.

4 – Em um ano, a criança já terá a fluência considerada fluente?

MITO. Um estudante dedicado ao estudo da língua inglesa alcança o nível avançado de conhecimento, ou seja, independência na comunicação, com o mínimo de 800 horas de exposição ao idioma. Assim, pode-se considerar cerca de quatro anos com exposição diária ao idioma em ambiente de imersão o tempo necessário para uma criança ser considerada fluente.

5 – A criança pode se tornar fluente em língua inglesa mesmo que a família não seja?

VERDADE. Um programa bilíngue de excelência preza pela exposição diária e integral à língua, favorecendo a aquisição do segundo idioma de forma natural e orgânica, proporcionando contextualização e significância aos estudantes. Desse modo, a língua inglesa se torna um instrumento para se chegar a novos conhecimentos e, consequentemente, a família toda se beneficia de seu aprendizado, uma vez que a criança compartilha no âmbito do lar as descobertas do contexto da escola. Portanto, não é necessário que os pais ou responsáveis sejam fluentes para o desenvolvimento linguístico da criança.

 High Five Bilingual School

O High Five Bilingual School, marca da Conexia Educação, é um programa bilíngue que pode ser adotado por diferentes escolas, auxiliando os gestores que desejam inovar suas instituições, tornando seus alunos bilíngues de verdade. Mais que uma metodologia, a marca proporciona uma vivência em inglês, visando a aquisição natural do idioma, com exposição diária e uso da língua inglesa como meio para o aprendizado dos demais conteúdos curriculares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *